4 lições para o seu 2018 (e o resto da vida) ser diferente

1) Está tudo bem em não estar tudo bem sempre

A vida é cheia de desafios. Todos os dias ela nos testa, colocando pedras no nosso caminho para ver se conseguimos terminar de trilhar o nosso caminho. Ora ou outra, nós conseguimos chegar até o final. Com cicatrizes de todas as pedras que tropeçamos? Sim, e na maioria das vezes são muitas, mais do que nossos calos aguentam. E nós falhamos e não há nada de mal nisso.
São tantas pessoas esperando que façamos tudo com perfeição todos os dias, e junto com isso, um namoro que não vai tão bem assim, uma amiga que você descobriu que de “amiga” ela não tinha nada. Aí tudo isso junta e quando nos damos conta já estamos chorando, com um turbilhão de pensamentos que nos faz acreditar que isso só está acontecendo exclusivamente com nós mesmos. Mas, se te conforta saber disso, não é só com você. Nesse novo ano que está a chegar, se cobre menos. Não conseguimos ser a Mulher Maravilha ou o Super Homem todos os dias e está tudo bem.

2) Julgue menos

Nós somos seres humanos. E por mais que não percebemos, nós julgamos algo todos os dias. E de fato, nós nunca sabemos por quê uma pessoa chegou há esse estado. Não sabemos se ela está feliz ou não com a pessoa que ela está sendo. Mas sem sequer sabermos disso, nós a julgamos, colocamos uma tal realidade, um rótulo, em alguém que na maioria das vezes nem conhecemos direito. Você não sabe, mas aquela piada de mal gosto que você fez, ela dói, às vezes ela dói muito. Na cabeça de quem teve que ouvir e fingir que estava tudo bem (mesmo de fato não estando), a sua frase ecoou em uma proporção gigantesca na consciência do ridicularizado. O seu julgamento, a sua piada, ela está contribuindo para que as estatísticas de aproximadamente 322 milhões de pessoas que sofrem de depressão no planeta Terra só aumentem. Exatamente, eu estou te pedindo, te aconselhando para que em 2018, você guarde sua opinião, sua crítica (julgada por você ser construtiva). As 322 milhões de pessoas agradecem.

3) Faça sua grama ser verde

Eu sei que às vezes parece que a vida de outro alguém é incrível, sem problemas, o namoro vai bem, filhos perfeitos, a vida perfeita. Enquanto você tem a eterna sensação de que sua vida não passa, que ela é empacada e você continua com o mesmo emprego que não gosta, o namorado que só faz com que as coisas piorem, a mesma vida desinteressante e sem emoção. Deixa eu te contar um segredo… Sabe esse alguém? Então, a vida dele nem chega perto de ser perfeita, ele brigou com o pai semana passada, está cheio de trabalho para entregar, descobriu que ter filhos não é algo fácil como imaginava e manter um relacionamento saudável, muito menos. Mas há uma diferença entre vocês dois. Ele faz com que isso não aconteça, ele dá o seu máximo e se arrisca às vezes, ele faz com que sua grama esverdeie, e é exatamente por isso que você começa a acreditar no velho ditado “A grama do vizinho é sempre mais verde”. Nesse 2018, cuide da SUA grama, use todos os recursos que tiver, e faça com que ela fique verde, que até o seu vizinho fique um pouco com inveja. Nesse 2018, saia da sua zona de conforto.

4) Pare de lamentar o que você não tem, agradeça ao que você tem o privilégio de ter

Sabe os 10 minutinhos que você tem livre? Se deite e pare pra pensar. Pense no aconchego que você possui, o chuveiro da água quentinha, a família que te segura quanto parece que tudo está prestes a desabar, os amigos que tiram pelo menos um sorriso seu todos os dias, pense em tudo que até agora você não dava tanta importância. Em 2018, agradeça todos os 365 dias pelo o que você possui. Acredite em mim, a vida fica mais leve quando você nota tudo o que te rodeia, quando você percebe o tamanho da sua sorte, que infelizmente, nem todo mundo tem.

Texto da leitora Ana Luiza Vega. Quer enviar o seu também? Clique aqui.

Conheça nosso Instagram @1quartodecafe

 

Comentários no Facebook