5 motivos para ler “A batalha do apocalipse”

Eu era aquele tipo de pessoa que olhava um livro e já sentia pânico. Eu detestava livros com todas as minhas forças, mas graças a um rapazinho chamado Eduardo Spohr, isso mudou. Apesar de não ser tão conhecido, ele é, na minha humilde opinião, o Deus da literatura brasileira, e escreveu o MELHOR LIVRO DO MUNDO, chamado “A batalha do apocalipse”. Posteriormente, ele escreveu uma trilogia, chamada “Filhos do Éden”, que se passa no mesmo universo do primeiro livro e explica algumas coisas que não estavam bem claras, mas no momento, vamos nos concentrar na BATALHA DO APOCALIPSE. Foi esse livro que me introduziu de vez no mundo da literatura, e eu sou muito grato a ele. Por isso, eu vou dar cinco motivos para se ler esse livro. São milhões de motivos, mas esses são os que eu achei mais importantes. Prontos? Lá vai!

1.Trama envolvente

Desde a primeira página, o livro consegue te prender de uma tal forma que você não consegue largar ele por nada. Você não aguenta esperar pra ler o próximo capítulo, é só para de ler quando o cansaço toma conta.

2.Parte da história ambientada no Brasil

Boa parte do livro se passa na cidade do Rio de Janeiro pós-olímpico. A história sendo contada em ambiente nacional te traz pra mais perto dela, além de te deixar surpreso com a ENORME semelhança entre o que é contado nas páginas e a situação atual do nosso cenário social e político (e olha que esse livro foi publicado em 2010).

3.O protagonista é SENSACIONAL

O personagem principal, um anjo com o nome de Ablon, é aquele clássico personagem impossível de não amar. Ele tem um carisma gigantesco e faz você criar uma empatia com ele muito rápido. O livro mescla partes do seu passado, presente e apresenta dicas de como poderá ser o seu futuro. A cada página você torce mais ainda por ele. Em algumas você fica apreensivo, mas ele dá aquela triunfal volta por cima e METE A MÃO NOS DESGRAÇADOS ( sem spoiler).
Ele é muito aquele famoso homão da porra.

4.Vilões que a gente ama odiar

Os vilões desse livro são outro ponto de destaque. O autor nos faz odiá-los e desejar a morte deles o mais rápido possível, mas de algum modo, quando isso acontece, a gente sente saudade. As batalhas são épicas, cheias de frases de efeitos e mortes mais épicas ainda. Não vou falar quem morre, mas já adianto que o final do livro é a coisa mais surpreendente e inesperada de todas.

5.A feiticeira Shamira

Apenas leia. APENAS LEIA. Se no final do livro, a Shamira não for sua crush, você não é digno dessa obra. Parece que não tem nada que a mulher não possa fazer, e se não fosse por ela, o Ablon já estaria morto. MULHERÃO DA PORRA!

AGORA VAI NA LIVRARIA E COMPRA ESSE LIVRO! AGORA!

Sinopse:

“Há muitos e muitos anos, tantos quanto o número de estrelas no céu, o paraíso celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o Dia do Juízo Final. Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas. Único sobrevivente do expurgo, Ablon, o líder dos renegados, é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na Batalha do Armagedon, o embate final entre o céu e o inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro da humanidade. Das ruínas da Babilônia ao esplendor do Império Romano, das vastas planícies da China aos gelados castelos da Inglaterra medieval, A Batalha do Apocalipse não é apenas uma viagem pela história humana – é também uma jornada de conhecimento, um épico empolgante, repleto de lutas heroicas, magia, romance e suspense.”

 

Comentários no Facebook