Se você pudesse esquecer alguém, quem você escolheria? Pensou? Você tem certeza disso, ou no meio do esquecimento vai querer mudar de ideia e tentar não esquecer?
“Alguém que você conhece apagou você da sua memória.”
Difícil ler isso, né? Saber que alguém resolveu te apagar da memória e assim, de um dia para outro, te esquecer completamente. E aí, o que você faria? Daria o troco e apagaria a pessoa da sua memória, ou lidaria com a situação e tentaria entender o que realmente aconteceu?
Se você procura um romance, uma história comum, onde duas pessoas se encontram terminam e voltam no final ou algum dos dois morre, desculpa, mas não vai encontrar nesse texto/filme. 
Joel e Clementine vivem um vida comum e chata, talvez no começo você ache até chato demais a vida deles, mas é porque a linha temporal do filme é distorcida com momentos onde você não sabe se está no presente ou passado. Bem vamos começar então.
Joel é um homem que está saindo de uma relação conturbada com sua esposa, onde ele percebe ser incapaz de demonstrar os seus sentimentos. Passa a viver uma nova história quando conhece Clementine, uma jovem que encara a vida sempre com entusiasmo e diversão, uma vida contrária a que Joel estava acostumado a levar.
Incapaz de demonstrar seus sentimentos pela pirada Clementine, Joel não consegue aceitar que está amando sua nova paquera, mas ainda assim consegue levar uma relação de quase dois anos, vivendo momentos únicos, mágicos e divertidos com ela. Sem conseguir elevar sua relação para uma etapa maior na vida do casal Joel e Clementine têm uma briga feia, com palavras de baixo nível entre os dois. Clementine num ato impulsivo, retratando a genialidade da personagem, decide apagar Joel de vez de sua vida, comparece um consultório desses de lavagem cerebral, ou um desses consultórios que causam danos no cérebro para conseguir retirar Joel do seu passado, presente e futuro. E pra nosso choro coletivo, ela consegue.
Ao descobrir a atitude de Clementine, Joel se vê em crise existencial, depressão e sentimentos terríveis de perda, decide fazer o mesmo e apagar de sua vida também, mas ao perceber o que estava fazendo no meio do tratamento ele começa a tentar reverter o quadro e a reconhecer seu amor. 
Ele começa a perceber que a vida sem alguém como Clementine não faz sentido, que o jeito maluco e desconcertado dela é o que lhe atrai, em transe ele se vê revivendo o seu passado e incluindo Clementine em seus atos e sua história, assim tentando manter vivo o seus sentimentos. 
A gente vai parar por aqui pra não te dar spoiler, tá? Mas ô, cê vai amar, de verdade. Como você não vai gostar desse filme com esse elenco que conta com Jim Carrey, Kate Wislet, Mark Ruffalo??
Uma curiosidade beeeem legal: O filme filmado em 1999, e apenas lançado em 2004. Os roteiristas tinham medo de serem acusados de plágio pelo filme lançado na época “Amnésia”.
Dê o play e assista ao trailer (a gente pede desculpas, só achamos o trailer com áudio em inglês e sem legendas :()

Facebook Comments