A gente sobrevive. A gente sempre sobrevive as coisas que achamos ser impossíveis de superar. A dor não samba no peito para sempre, uma hora ela vira apenas um incômodo e logo depois, anestesia. Todas as situações que você enfrenta hoje são necessárias para se tornar a pessoa que você está destinada a ser. O seu presente é um reflexo do futuro, ou quase isso. Vá atrás do que você sonha, mas não fique preso em sonhos. Realize. Tire os pés do chão e faça acontecer, tudo depende de você. 
Eu sei que às vezes pode parecer difícil e confuso demais, mas a vida é assim. Adora pregar peças. Mas ela só dá o papel que podemos cumprir. Sua dor não é maior do que você pode suportar. Então enfrente essa tempestade de cara, levanta da cama, dormir só te leva a sonhar e o que você precisa agora é de realizar.
Eu imagino que você esteja com medo, mas deixa eu te contar, as pessoas mais incríveis que você conhece, aquelas que você tanto admira e pensa: ela é minha inspiração de vida. Então, elas também sentem medo. Elas também estão sobrevivendo a coisas que não poderiam imaginar que aguentariam. Está todo mundo meio perdido buscando um ponto fixo para seguir, sabe? 
Segue com esse medo de tudo dar errado, segue com as pernas bambas, segue sem saber se está na direção correta, mas segue. As pessoas mais incríveis que tive a chance de conhecer, estavam tão perdidas quanto nós estamos agora. Não espere ter todas as respostas em mãos ou a resolução de todos os problemas, para você começar a viver. Arrisque. Vá, mesmo com o coração partido. Vá mesmo sem aquela pessoa ao seu lado. Vá mesmo achando que deveria ficar na cama dormindo. Você vai sobreviver caso fracassar. Você vai encontrar um ombro largo para chorar, caso o nó na garganta aperte demais. Mas vá. Você não está aqui nessa vida apenas para sobreviver aos dias ruins, você está aqui pra viver também, viver com toda coragem que tiver no peito. Você não está aqui por acaso. 

A vida vai tentar te derrubar. Vai tentar fazer você desistir. Vai te induzir ao erro. Te induzir ao fracasso. Afinal, esse é o papel dela. Cabe a você decidir se vai se render, ou se vai levantar a cabeça e enfrentar tudo de peito aberto. Vai, luta, apanha, cai, levanta, luta de novo. Vai ser difícil, vai doer, mas você consegue. Basta acreditar. E não, você não está sozinho. Tem muita gente com você, torcendo e te ajudando. De longe ou de perto, elas estão lá. No final de tudo, você vai ver como valeu a pena. As melhores coisas da vida são aquelas mais difíceis, aquelas que achamos que nunca vamos conseguir. E sabe o que mais? Você conseguiu.

_

Este texto foi escrito à três, sabia? Pelas mãos de Caio Reis, Lari Pandori e Mari Guimarães.

Facebook Comments