Quem é Mari Guimarães?

É tão difícil falar da gente, né? Parece tão estranho falar quem somos, o que fazemos e o que queremos (bom, pelo menos para mim). Eu sou a Mariana Guimarães, mas não gosto quando me chamam de Mariana, acho muito forte, sabe? Tenho a sensação de que coisa boa não vem logo que escuto todas essas letras juntas, parece até minha mãe brigando comigo. Prefiro Mari, passa mais sensação de leveza. Então, pode me chamar de Mari, tá bem? Sou mineira de Governador Valadares, mas moro no Espírito Santo, Vila Velha, desde 2013.

Tenho 23 anos, mas já me deram 15. Coleciono canecas, livros, sacolas de papelão e passagens de viagens, não penso duas vezes antes de botar o pé na estrada, aceito todos os convites de roadtrip. Mas curso Jornalismo, sou estagiária e você sabe como é, né?

Faço parte daquele grupo de pessoas que não se controlam dentro de uma livraria, se perdem no mundo das páginas de um livro e são pegas por aí abraçando-os e cheirando-os. Tem todo aquele ritual de sentir a capa, cheirar, abraçar e levar para casa. Ah, e ainda faço promessas para aqueles que o cartão não pode pagar.

Faço parte da blogosfera desde quando me entendo por gente, por volta de 2005, quando era incrível ter dolls, gifs brilhantes e layout da Britney. Coleciono blogs deletados e textos inacabados. Sempre que alguém descobria o meu blog por aí, eu logo deletava e criava outro. A ideia de ter alguém me lendo era assustadora, já que sempre fui tímida. Até que um dia criei coragem e resolvi colocar para fora tudo que eu havia guardado há tempos, se não eu explodiria. Às vezes, o peso de tudo aquilo que deveria ser dito é grande demais e a gente não aguenta carregar sozinho. Precisava dizer toda essa bagunça

Criei o 1 Quarto de Café em agosto de 2014 e até hoje foi uma das melhores coisas que já fiz na vida. Espero que continue, porque, cá entre nós, não é nada fácil. Encontrei aqui diversas pessoas que compartilham suas vidas comigo e me deixam fazer parte dos seus sonhos: os meus colunistas. (Você pode saber mais sobre eles aqui.)

Publiquei meu primeiro livro “E se fosse verdade?” pela Editora Multifoco. É um livro simples, não muito grande e nem muito pequeno. É aquele estilo que você abre um texto um dia, lê, reflete e volta no outro dia para ler mais. São histórias que podem ter acontecido com você, comigo e até mesmo conosco. Vai saber, né? Histórias de semblantes que encontrei nas ruas, lágrimas que vi escondidas num canto do ônibus e sorrisos verdadeiros na padaria. São palavras sinceras que eu escrevi pensando em cada um de vocês que passaram na minha vida. Ah, e você pode encontrá-lo aqui.

Se você quer saber mais sobre mim, pode me seguir no Instagram (@mariguimaraest) ou Facebook (Mari Guimarães). Estou sempre online para batermos um papo. Quem sabe um dia não tomamos um café e dividimos um bolo? Tô torcendo por isso!

Escrevo para livrar-me do excesso que sou. 

 

Facebook Comments
Close