O maior de todos os amores

Quando eu percebi que ele iria entrar na minha vida fiquei meio assim… você sabe né, dá um medo! De repente meu mundo não seria apenas meu. Nem meu coração. Quando o vi pela primeira vez, meio estranho e até pequeno, pensei: nossa, será que eu vou amar mesmo ele? E eu amei – mesmo – ele. Amei cada minuto da sua presença na minha vida. 
E o tempo foi passando… descobri que às vezes dá uma vontade danada de brigar com ele. E quantas vezes brigamos, a maioria delas por coisas completamente idiotas.
Sabe o que é mais legal? Todas as vezes a gente fez as pazes. E é por isso que estamos juntos até hoje. Ele já enxugou muitas das minhas lágrimas. Me fez rir até faltar o ar. Me acompanhou em cinemas e pontos de ônibus. Eu até acho que ele se parece muito comigo, só que é mais alto. E ninguém é capaz de negar essa nossa afinidade.
E quando alguém me pergunta quem é o homem da minha vida, respondo sem dúvidas, é ele! Porque de todos que passaram, ele ficou. Fez papel de pai, conselheiro, amigo e anjo.
Por isso digo que sim, existe amor para a vida toda. Esse nosso amor bonito que mesmo na distância impera. Esse amor sincero que o tempo não carrega. Esse amor de irmãos.
Ao meu amor, meu irmão Edson Vieira. <3

Mais sobre mim: @rpmidiassociais

Comentários no Facebook