A vida precisa de mais de você

São os seus trejeitos que me fazem ter certeza que o mundo precisa de mais pessoas como você. Normas, rotinas, trabalhos e estudos, mas cadê a diversão nisso tudo? Você sabe onde encontrar, afinal sempre a fez surgir mesmo quando era extremamente improvável e impensável. Lá estava você com esse seu jeito todo doce e azedo ao mesmo tempo, como mel com limão.

Brindar a vida? Claro, mas sem champagne, por favor! Ela prefere brindar a vida com uma cerveja bem gelada, aquela bem trincada. E qual o problema de comer o doce primeiro que o salgado? Nada disso é de extrema relevância, mas quebrar as regras faz bem também. Mudar o cotidiano, virar a vida de ponta cabeça, só pra ter o gostinho de andar do lado contrário de onde as pessoas costumam andar.

É essa tua maneira meio flor dente de leão: tão delicado e encantador que quando soprado ao vento espalha sua beleza pelos lugares onde pousa. Precisamos dessa suavidade que tu transmites por aí, mesmo quando os dias ficam pretos ao teu redor. É o dom de não deixar transparecer para não afetar quem está ao teu redor.

Que fique claro que desabafar é essencial e tu fazes isso com o coração tão dolorido que é impossível não se comover e ter compaixão. A vida é feita de horas e você sabe exatamente qual hora é a ideal para escutar e qual é a perfeita para desabafar, sem essa de egoísmo em: “eu falo primeiro de mim e depois continuamos falando de mim”. É você, eu, nós.

Namoro cá, amizade cá também. Quem inventou isso de se distanciar dos amigos quando estava namorando, com toda certeza não conheceu a tua essência. E preciso dizer: você é um caso a ser estudado. Você concilia tudo isso com uma facilidade que chego a pensar que você não pode ser real.

A sua felicidade em viver a vida, aproveitar cada segundinho que está sendo proporcionado a ti. A preocupação que tu tens com quem te rodeia é algo admirável. Você precisa cuidar de todos, colocar todos de baixo das tuas asas e garantir que fiquem bem.

Ahhh, a tua doçura, menina… Se você soubesse que você consegue conquistar o mundo com esse tua forma tão irreal e ao mesmo tempo tão encantador, jamais o esconderia como esconde. Pessoas que se preocupem mais com as outras, que tenham compaixão e que tenham essa graciosidade com coisas tão pequenas, é disso que o mundo precisa.

A vida precisa de mais pessoas como você, a vida precisa de mais anjos.

Post anteriorResenha: A filha perdida – Elena Ferrante
Próximo postTive que aprender a ser feliz sozinha
Catarinense, escorpiana fervorosa, intensidade e impulsividade são seu sobrenome. Já passou por bons bocados e escreve para poder ser a conselheira quando o coração tá doído e sem coragem de pedir ajuda, acredita no poder que as palavras têm. Vive em uma constante evolução espiritual e emocional. Você sabe o seu nome, mas nem imagina sua história, você lê suas palavras, mas é impossível saber o peso que elas têm para ela. E quando precisar soltar o que o coração grita: [email protected]
COMPARTILHAR

Comentários no Facebook